Ser cringe ou não ser, eis a questão!

S02E23 - O que é ser cringe

O artigo desta semana é sobre um tema que ficou em destaque gerando vários memes, discussões e revisitando a polêmica entre as diferenças de comportamentos e atitudes de cada uma das gerações. Será que você é ou não Cringe?

As gerações através dos anos

Antes de falar sobre o que é cringe, vou fazer um pequeno apêndice para contextualizar sobre as gerações e suas características.

Geração X

Vamos começar pela Geração X, nascidos entre meados dos anos 1960 e início dos anos 1980. E me incluo nesta geração.

Esta geração nasceu no início da globalização, onde a tecnologia começava a se tornar um motor para movimentar tanto a indústria e o comércio como a vida de cada um de nós.

Em geral, somos consumistas, principalmente em roupas (sou exceção à regra, não gosto de comprar roupa), focamos em construir famílias, somos mais tradicionalistas e costumamos buscar maior estabilidade e previsibilidade.

Imagine como esta geração não fica ansiosa em um mundo de complexidade e volatilidade alta, como o que vivemos, não é?

Millenials

Em seguida vieram os Millenials, nascidos entre o início dos anos 1980 e meados dos anos 1990. Esta geração não conseguiu aproveitar essa época de músicas boas e ótimos filmes como eu, mas vieram em um mundo digital.

Eles vivenciaram a revolução que a internet trouxe e as ondas de empreendedorismo, startups e a mudança da estabilidade pelo propósito de ser feliz. Procuram olhar os problemas e buscar soluções,

Possuem uma grande capacidade de influenciar, principalmente quando consomem produtos ou serviços que estão alinhados com seus valores.

São críticos e exigentes. Indecisos em alguns momentos, e acabaram ganhando o apelido de “geração-terapia” pela dificuldade de lidar com todo o estresse do dia a dia.

Geração Z

Chegamos na Geração Z, nascidos entre meados dos anos 1990 e 2009. Já nasceram com dispositivos digitais como algo trivial em suas vidas. Atualmente essa geração representa mais de 20% população brasileira e são conhecidos como nativos digitais.

Eles descobriram o poder da comunicação e das redes sociais. Quase tudo que fazem é através de plataformas de consumo e preferem compras online a estar em um shopping.

Consomem muito conteúdo digital e tem uma grande capacidade de aprendizado.

Geração Alfa

A Geração Alfa são os nascidos a partir de 2010 e ainda tem muito caminho pela frente. Esta geração vai ser totalmente diferente das anteriores por conta do momento tecnológico de transformação digital que o mundo vem passando, como pela própria pandemia e efeitos do isolamento social.

E agora que você sabe um pouquinho de cada uma dessas gerações, quer saber o que é ser Cringe?

Mas o que é exatamente ser Cringe?

Como a maioria das tretas, essa discussão começou no twitter quando uma influencer millenial, Carol Rocha, perguntou o que os jovens da geração Z achavam “mico” dos millennials e finalizou dizendo que falar mico por si só, já era cringe.

O termo, no inglês é um verbo e tem o significado de “vergonhoso”. Porém, no Brasil acabou se tornando um adjetivo, que viria definir atitudes “cafonas” ou antigas. Posteriormente virou o “apelido” para pessoas que são mais velhas que os Zennials.

Assistir Friends, gostar de Harry Potter, Sandy & Junior ou usar a própria palavra cafona já é cringe.

E, nessa altura imagina como a geração X e os millenials se sentiu? Sabendo que o que nós gostamos é considerado pela garotada como cafona! Led Zeppelin ou Legião Urbana é cringe. Assistir novelas é cringe.

Diversos memes foram gerados. Algumas empresas como a Reserva aproveitaram a hype para criar coleções inteiras sobre o tema e claro que assim como nerd, geek, esse novo apelido virou moda e viralizou.

Até testes para saber se você é cringe foram criados.

Respeito e Aprendizado

O fato é que, cada geração tem suas características positivas e marcantes. Brincadeiras à parte, precisamos respeitar e aprender com cada uma delas.

Apesar de ser da Geração X, venho me reconstruindo ao longo dos anos.

Com os millenials, trouxeram um grande foco no trabalho e no empreedorismo. O Zennials, trouxeram a visão do respeito à diversidade, compartilhamento de conhecimento e aprendizado de forma rápida. São hoje os maiores produtores de conteúdo digital.

A Geração X, precisou sair da zona de conforto, com tantos jovens engajados e buscando mudanças. São gerações importantíssimas.

Todos somos seres humanos, diferentes e cada um com sua individualidade. O importante é que nós possamos aproveitar o melhor de geração para nos desenvolvermos e nos tornarmos pessoas melhores.

100% Cringe

Para terminar, o resultado do meu teste mostrou que sou muito Cringe! rs. Porém, possuo características da Geração X, Millenial e Geração Z, porque sei que minhas atitudes e escolhas me definem e não rótulos que vão aparecer e que vão passar. Vou continuar tomando café, usando rs, emoji chorando de rir e gostando de rock.

E no mais, vamos aproveitar essa hype para brincar uns com os outros.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments