O presente precioso – Uma fábula para refletir

Presente precioso

Você já encontrou o seu presente precioso?

Hoje vou contar uma história, uma fábula para sua reflexão. A fábula do Presente Precioso.

Essa é a história de um menino muito simples que gostava de brincar com os amigos na praça perto de sua casa. Esse menino era muito bom com sua família e muito prestativo, e por isso no Natal ele ganhou uma bicicleta nova. Para ele, aquele era o melhor presente da sua vida.

E sempre que andava pela rua, ele via um senhor na varanda da sua casa. Sentado em um sofá velho, o senhor sempre estava sorridente. E ele pensava, como ele pode estar sorridente com uma casa tão antiga, tão maltratada e que parecia ter sido esquecida pelo tempo.

O velho e o menino

Um dia o menino, que era muito curioso, foi até a porta da casa e perguntou ao senhor.

-Por que o senhor é tão feliz?

E o velho respondeu sorrindo:

– Porque eu tenho um presente precioso.

O menino sorriu de volta, passou a mão no guidom da bicicleta e falou:

– Eu também tenho meu presente precioso.

E saiu em sua bicicleta, brincando novamente com seus amigos.

Semanas e meses se passaram e a bicicleta, que era seu presente precioso, enferrujou. O selim perdeu o couro, os aros já estavam empenados e aquilo que fazia ele feliz não era mais seu presente precioso.

O que era o presente precioso?

Então o menino voltou no velho e perguntou:

O presente precioso é um anel mágico? Daqueles que você coloca no dedo e consegue viajar pelo mundo todo?

E o velho rindo disse:

Não, o presente precioso não é um anel mágico, mas se você tiver, com certeza vai ser muito feliz.

Então já sei – disse o menino – O presente deve ser um tesouro, com muitas moedas de ouro e pedras preciosas, não é?

O velho realmente se divertia com as conversas que tinham com esse menino, mas respondeu:

Não, pequeno, não é um baú do tesouro, mas se você tiver o seu presente precioso, você será muito feliz. Quem recebe esse presente é feliz para sempre.

Meses se passaram e o menino já era um rapaz. Ele sentia que não conseguia achar o que queria, o tal presente precioso e se sentia envergonhado ao voltar pra conversar com o velho, mas perguntou novamente:

O presente precioso é um carro? Uma casa?  Um relógio?

E o velho falou:

Não meu jovem, o valor do presente precioso, só provê dele mesmo.

E o jovem falou:

Mas eu nunca recebi esse presente, nunca fui feliz.

E o velho falou:

Só você tem o poder de se fazer feliz.

A busca pelo presente precioso

Anos se passaram e aquele jovem menino se tornou um homem e ainda não era feliz. Ainda não havia encontrado o presente precioso que seria capaz de fazê-lo feliz. Então, decidiu que iria encontrar, mesmo que levasse todo o tempo do mundo, o presente precioso e que enfim seria feliz. Viajou por todos os lugares do mundo, de Fiji a Nova Zelândia; até o frio polar, e ninguém sabia desse tal presente precioso.

Lia todos os livros, desde finanças até esoterismo. Ele precisava encontrar esse presente. Mas não tinha nada que falasse sobre isso, nem em jornais ou revistas. Ele viajou em expedições pelas montanhas e florestas, entrando por cavernas escuras e escalando rochedos íngremes, mas não achava o presente precioso.Tudo era em vão. Várias vezes se viu doente e sem forças, mas não desistia. Ele tinha que ser feliz, era um direito seu. Por que o velho poderia achar esse presente e ele não?

Então frustrado, ele pensou que único jeito de achar o presente precioso era descobrir onde o velho tinha achado o dele.

O retorno

Ele voltou para aquela rua onde morou e foi feliz. Onde ele encontrou o velho que lhe contou sobre o presente precioso. Chegando lá descobriu que o velho não morava mais ali e estava em uma casa de idosos próxima. Foi até lá e parecia que o tempo não havia passado para o senhor. Ele continuava sorrindo, mesmo após anos se passarem, mesmo estando em um asilo, ele continuava feliz.

O garoto se aproximou e o velho logo o reconheceu, dando um grande sorriso e lembrando das histórias que compartilhou com ele. O velho lhe deu um abraço e logo começou a contar as piadas que havia aprendido para alegrar aquele jovem rapaz. Neste momento, o homem decidiu parar sua busca pelo seu presente precioso. Ele se sentia realmente feliz na presença do velho e achava que a alegria dele era o que o contagiava.

A descoberta do presente

Meses se passaram e o velho se foi. Então, um dia relembrando dos momentos que compartilhou com o velho, ele percebeu que o que ele tanto buscava sempre esteve com ele. Que o presente precioso era o presente, era viver o momento, o agora e quando ele estava com o velho era isso que ele fazia.

Então ele olhou para o céu, abriu os braços e sentiu o calor do sol batendo em seu rosto. Era uma sensação de liberdade, de entender algo que ele nunca tinha percebido, algo tão simples. A felicidade sempre esteve consigo mesmo.

A partir daí sua vida prosperou e ele sempre vivia feliz, toda vez que ele pensava no passado ou no futuro ele rapidamente percebia e voltava ao momento presente.

Vivendo o presente

“Nossa quanto dinheiro! Quantas viagens que eu fiz sem necessidade ele pensou, mas isso é passado e não tenho como mudar então, vou voltar para o presente”

“Será que eu estarei em um asilo quando estiver velho, quem estará comigo? Novamente, isso é um futuro que não tenho por que pensar agora”.

Com base nisso, ele passou a manter-se sempre no presente, no agora. Aproveitando cada momento, cada pessoa, cada minuto.

E essa é a mensagem desse artigo. Não tente colocar a sua felicidade no passado, como se fosse algo que não te pertence mais ou no futuro, como algo que um dia, com sorte, você vai alcançar.

Eternamente grato e insatisfeito

Viva a sua felicidade hoje. Seja grato ou grata, pelo que você já viveu. Pelo que te trouxe até aqui. Mas não deposite os créditos da sua felicidade no passado.

Além disso, seja eternamente insatisfeito para buscar mudanças, melhorias e evoluções a todo tempo, mas sem achar que esse é o pote de ouro no final do arco íris. Que só quando você chegar lá será feliz.

“O único momento que você realmente pode ser feliz e que realmente existe é o agora”

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments