Como ter a vida que procura

A vida que você procura

No artigo desta semana vamos falar sobre como a falta de um propósito claro pode drenar a nossa energia e como podemos construir esse propósito e ter a vida que queremos.

Existe uma frase do Tony Robins que eu gosto muito. E ele diz: “As pessoas não são preguiçosas, elas apenas possuem objetivos que não as inspira”.

E isso acontece porque a maioria das pessoas coloca dor, empecilhos na ideia de perseguir seus sonhos ou então possui tanto medo de falhar, que acabam colocando na cabeça que vale a pena viver uma vida mediana.

A ideia aqui é te ajudar a ter essa visão de futuro. Mas é preciso que você coloque os seus medos, crenças limitantes e preconceitos de lado.

Vamos trabalhar uma ferramenta simples de visualização. Pegue quatro folhas de papel e se não tiver, pode anotar no celular mesmo. Para cada folha, vamos trabalhar um aspecto da sua vida.

Desenvolvimento Pessoal

No primeiro papel escreva Desenvolvimento Pessoal. Neste papel escreva tudo que você quer fazer para o seu próprio crescimento, seus desejos nessa área. Lembre-se, sem limites, medos ou crenças

Escreva o tipo de pessoa pessoa você gostaria de ser, como seria sua saúde, seu corpo. Se você quer aprender uma nova língua, masterizar em algum tema, liste os livros você quer ler. Não coloque limites.

Enquanto estiver escrevendo, pense em como seria a sua vida se você já tivesse alcançado esses objetivos. Se esse pensamento não estiver te trazendo ainda uma energia positiva, pode ter certeza de que esses objetivos ainda não são tão importantes quanto o que você almeja conquistar. Dê uma revisada e coloque propósitos realmente importantes para você.

Profissional e Econômico

Na segunda folha, você irá focar nos seus propósitos profissionais e financeiros. Quanto você quer ganhar? 10 mil? 50 mil? Não se coloque limites, mas também não adianta falar que quer ganhar 1 milhão e não saber por que precisa desse dinheiro. Pense que o dinheiro é apenas um acelerador da vida que você procura.

Pense se você quer mudar a vida das pessoas e em como você faria isso. Se quer ter um produto que crie essa transformação, se quer ser uma pessoa de destaque, se quer aprender a investir e ajudar pessoas. Tudo isso tem que estar alinhado com os seus valores.

Aqui um apêndice muito importante. Não é a vida que você inveja dos outros e nem o propósito de ter o que o outro tem, é o que VOCÊ está buscando para a sua vida.

“Ah! eu vejo no Instagram, pessoas viajando toda semana! A vida que eu pedi a Deus.” Viajar é ótimo e eu adoro! Porém, se eu passasse o tempo todo viajando eu estaria com minha família? Acompanharia o aprendizado dos meus filhos no colégio? Qual impacto para sociedade eu estaria trazendo?

Para cada um, em cada momento de vida, essa resposta será diferente. Então vamos focar no que é importante para vocês e não o que os outros são, fazem ou têm.

Diversão e Aventura

Agora vamos para a terceira folha, objetivos de diversão e aventura. Será que você quer ter uma casa de praia ou de campo? Quem sabe aquele conversível? Ou então viajar pelo espaço, já que agora que estamos começando a fazer viagens espaciais comerciais?

Talvez não né! Você pode esquiar, pegar uma praia, fazer um kite surfe ou até mesmo um mergulho radical. Melhor, uma viagem ao redor do mundo! As possibilidades são infinitas e é por isso que precisamos focar no que é importante para cada um de nós.

Contribuição

Por fim, pegue a última folha e escreva os seus objetivos de contribuição. Como você poderia melhorar o mundo. Seja adotar uma criança, criar a cura de uma doença, melhorar o ambiente da sua cidade, entre tantas outras formas de contribuição.

A contribuição é algo que vem de dentro para fora. Não pense em algo que você deve fazer apenas para ter algum proveito fiscal, reconhecimento ou se destacar. Procure objetivos que sejam realmente importantes para contribuir com o mundo e com a sociedade.

Revise e defina prazos

Agora que você fechou todos os objetivos, eu quero que você coloque ao lado de cada objetivo um prazo para realizá-los. Um ano, 5, 10, 20 anos.

Aproveite para revisar os seus objetivos. Veja se faltou algum ou se tem algo que não é tão importante para você.

Para cada, olhe apenas para os objetivos de 1 ano e imagine que você só vai dedicar o tempo para realizar um deles: um para desenvolvimento pessoal, outro para profissional e financeiro, outro para diversão e aventura, e um último de contribuição.

Anote cada um desses 4 objetivos priorizados em uma folha separada. E para cada um deles escreva todas as razões que você imagina para querer alcançar esses objetivos.

Por que você quer realizar esse objetivo? Quais os benefícios que ele vai trazer na sua vida ou na vida de outras pessoas? Quanto te custaria não realizar esse objetivo? Neste último não é apenas uma questão financeira, mas também de felicidade, de plenitude.

Se você não encontrar razões suficientes para justificar perseguir esse objetivo, talvez ele não seja tão importante. Volte e eleja outro objetivo que te faça sentir inspirado e que você sinta a importância dele para a sua vida.

Você pode ter mais de uma meta para a mesma área, mas acho complicado porque seriam seriam mais objetivos com o mesmo tempo disponível. O melhor é fechar estes primeiros e definir novos quando terminar.

Usando o modelo SMART

Transforme cada um desses objetivos em uma meta SMART (Specific, Measurable, Achievable, Realistic e Timely). Este modelo irá te ajudar a definir metas e ter clareza na sua evolução. Aqui no blog, você vai encontrar um artigo  que fala sobre este modelo.

Coloque a descrição em forma de afirmação, usando EU vou, Eu Sou ou Eu Tenho. A afirmação positiva faz com que o seu cérebro sinta como se já tivesse alcançado e isso é muito positivo na sua motivação.

Por exemplo:

“Eu vou fazer 2 viagens para os Estados Unidos até o final do ano”
“Eu tenho um salário de 20 mil reais mensais até dezembro”

Deixe suas metas em um lugar visível que você possa ler pelo menos duas vezes ao dia. Quando terminar uma meta, celebre e coloque outra no lugar.

Uma dica: quebre a meta em metas menores, trace um roadmap ou plano de ação. Isto pode te ajudar a aumentar a motivação e a energia para cumpri-la.

Como Mark Twain, o escritor americano dizia: “Não seja arrastado pelos seus problemas, mas guiado pelos seus sonhos.”

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments