Definindo resoluções, objetivos, metas e propósitos.

atinja o seu objetivo e defina sua meta

E ai, chegamos ao final de 2019 e você já definiu suas resoluções, objetivos, metas e propósito ?

Primeiro de tudo, você sabe a diferença entre resolução, objetivo e meta ? Sabe para que serve a definição de um propósito para a meta ? Se a sua resposta foi não, fique tranquilo, depois de ler esse artigo você vai saber a diferença e também saber como definir, acompanhar e finalmente celebrar cada um deles, no final de 2020.

Vamos começar pelas Resoluções

Uma resolução, de forma simplista é uma decisão. É algo que você entende que tem que fazer, sem muitos detalhes do por quê, quando, como, etc. Geralmente vem por conta de uma necessidade pautada em uma dor, alegria ou transformação desejada.  Por exemplo: “Eu quero viajar” ou “Eu preciso parar de fumar“.

Em seguida temos o Objetivo

Os objetivos são o primeiro nível de detalhamento das resoluções. Muitas vezes vamos direto a eles sem pensar muito sobre a resolução pois ela simplesmente reflete um desejo, uma decisão.  No cenário acima nós temos duas resoluções como exemplo. Vamos ver como seriam os objetivos relacionados a elas?

ResoluçãoObjetivo
Eu quero ViajarQuero viajar pra Europa.
Vou viajar pra Paris.
Eu quero viajar nas Férias.
Eu preciso parar de fumarPreciso parar de fumar em casa.
Quero parar de fumar até o meio do ano.
Vou parar de fumar metade do que fumo hoje em dia.

Você vai reparar que o objetivo e resolução são muito parecidos. Porém o objetivo é o “O que” você vai fazer efetivamente.  Consequentemente você vai ver mais a frente que a meta é um detalhamento ainda maior e a partir dela conseguimos efetivamente acompanhar as ações que vão nos fazer atingir os nossos objetivos.

Vamos as metas

A meta é o filé mignon de todo esse processo, ela vai te ajudar a ter clareza do que efetivamente você vai precisar realizar de forma quantitativa para atingir o seu objetivo.  Para começar toda meta deve ser o mais concreta e objetiva possível. “Ser feliz”, “me desenvolver”, “ter mais dinheiro” ou “ser mais forte”  não são metas porque podem ser interpretados de forma diferente por cada pessoa.

Provavelmente você já deve ter deixado algumas resoluções de forma subjetiva e quando chegou ao final do ano percebeu que não tinha cumprido o que desejada. Metas devem ser objetivas para que você consiga medir e acompanhá-las ao longo do tempo. Por essa razão que, para definir uma boa meta eu utilizo um modelo muito comum hoje em dia.

Modelo SMART de definição de metas

O modelo SMART surgiu a partir de um estudo realizado em 1981 pelo professor de Comportamento Organizacional, Gary P. Latham e do psicólogo Edwin Locke. Esse estudo criou a Teoria da Fixação de Objetivos (TFO) que tem como principal abordagem a definição de metas como fator motivacional para um trabalho mais eficaz e eficiente.

No entanto, o que foi percebido é que mesmo quando as metas não estão relacionadas ao trabalho essa abordagem também se mostra eficaz e tem resultados muito positivos na garantia de sua conclusão. Contudo não é qualquer meta que gera motivação, em seus estudos Gary e Edwin perceberam que as metas que tinham determinadas características tiveram melhores resultados e com isso surgiu o acrônimo SMART, do inglês “inteligente” que define tais características.

Definindo meta SMART

Specific – Específico (simples e significativo)

A meta deve ser especifica, sem subjetividade. Em um processo de coaching as vezes precisamos levar a pessoa a pensar sobre a meta, por exemplo: “Quero ter mais coragem“.  Isso pode ser muito importante para essa pessoas mas ela não está sendo concreta e com isso dificilmente vai conseguir alcançar. O que é ter mais coragem pra ela? Por que ela quer ter mais coragem? Como eu posso ter certeza de que ela tem mais coragem? São algumas perguntas que podem nortear a definição da meta.

Measurable – Mensurável (possível de acompanhar)

A meta deve ser mensurável. Quando você define uma meta sem que seja possível medir, você acaba se frustando por não saber se efetivamente alcançou. Ser mensurável permite que você acompanhe ao longo dos meses a evolução da sua meta, para ajustar se for necessário. Um exemplo de uma meta difícil de se medir é “Ser mais feliz”, como medir a felicidade?.

Attainable – Alcançável ( atingível )

A meta deve ser alcançável. Um dos principais fatores que nos desmotivam é quando definimos uma meta impossível de atingir. Se a meta definida for muito pouco desafiadora, a pessoa ficará entendiada e se for exageradamente desafiadora, a pessoa ficará frustada. Em nenhum dos caso, você verá o andamento da meta. Por isso é importante definirmos metas alcançáveis. Por exemplo, você definiu como meta correr 42km mas não tem o hábito de correr. Logo nos primeiros treinos você pode se sentir desmotivado e ver a sua meta como algo “grandiosamente inalcançável”. Neste caso, pense em quebrar sua meta em submetas menores, tipo 5km no primeiro bimestre e ir aumentando aos poucos. Com o acompanhamento você vai perceber se esta próximo de alcançar sua meta ou se ela precisa ser ajustada.

Realistic – Realista (Tem os recursos) ou Relevant – Relevante

A meta deve ser realista ou relevante, ela precisa ser importante, ter um porquê. Por mais que achemos que o nosso lado racional é o mais decisivo, o lado emocional é muito mais forte e é ele quem faz o seu coração acelerar e te encoraja a atingir suas metas desafiadoras. Se a sua meta não tiver uma razão, em algum momento você vai pensar “por que estou fazendo isso?” e irá desistir.

Vou dar um exemplo meu. Em 2019, defini como meta ler 12 livros uma vez que adoro estudar e achei que isso ia aumentar meu conhecimento. No meio do caminho, descobri que minha meta estava errada por dois motivos: o primeiro é que eu não precisava ler 12 livros já que eu poderia consumir o mesmo conteúdo em outros meios, como podcast, documentários, etc; o segundo é que não bastava aumentar só meu conhecimento, eu queria transmitir o que eu tinha aprendido, isso sim me motivava.

Time-bound – Prazo/tempo limite (baseado em tempo).

A meta sempre deve ser baseada no tempo, ela deve ter inicio e fim definidos. Essa é mais uma característica que permite que seja acompanhada ao longo do tempo para que você possa ajusta-la. Mesmo que você quebre a meta em sub-metas menores, é importante que cada uma tenha o seu prazo para que você possa ter um cronograma de execução.

Existem um modelo estendido chamado SMARTER (mais inteligente) que adiciona duas novas características:

Ecologic – Ecológico (impactos da sua meta)

Essa nomenclatura, apesar de fazer uma referencia a natureza, está relacionada ao seu ecossistema, a tudo que permeia a sua vida. Essa característica tem como principal vantagem trazer a tona os impactos da sua meta, principalmente os pontos negativos, que você não percebeu. Por exemplo, fazer um mestrado na Alemanha pode ser uma ótima meta, mas você estará deixando de conviver com sua família e seus amigos, durante um longo período. Pense, qual o impacto disso na sua decisão? A ideia principal não é te fazer desistir da sua meta mas perceber o quão relevante e importante ela é dentro do seu contexto para que você tenha mais força para executá-la.

Reward – Recompensa (ganhos reais)

Um dos principais fatores motivacionais do ser humano é a recompensa. Por isso é importante definir qual recompensa você terá ao atingir a sua meta e é interessante que seja algo que efetivamente te deixará feliz em receber. Pode ser qualquer coisa, até mesmo o reconhecimento de um grupo de pessoas que você admira.

Perguntas para ajudar na definição das metas:

Quem está envolvido?
Quem será o responsável?
O que eu quero realizar?
Por que eu quero realizar essa meta?
Onde será realizada essa meta (quando aplicável)?
Que pré-requisitos tenho pra essa meta?
Que restrições tenho pra essa meta?
Quanto custa para realizar esse objetivo?
Quanto tempo leva pra realizar essa meta?
Como vou saber quando ele será realizado?
Por que estou disposto a trabalhar nessa meta?
Quão desafiadora é essa meta ? Meta muito simples ou Meta muito difícil = motivação baixa
Até quando vou realizar essa meta? Sem prazo, sem senso de urgência.
O que eu ganho se realizar essa meta? O que eu perco ?

Já falamos de resolução, objetivos, metas mas como defino o propósito ?

O propósito é uma faca de dois gumes, ou ele te ajuda a agarrar com unhas e dentes sua meta ou ele te mostra que  ela nem deveria estar na sua lista de objetivos. O propósito da meta é algo extremamente relevante. Vamos usar os exemplos do início do artigo?

Minha meta é viajar para Paris em novembro de 2020.A partir de Fevereiro irei economizar 1000 reais, comprarei as passagens em maio e a hospedagem em julho. O que sobrar será usando em compras locais. Poderia continuar detalhando aqui, mas vou deixar isso pra vocês pensarem quando explicar o 5W2H. A pergunta principal aqui é “Por que?” e você vai usa-la até que não consiga mais responder.

  1. Por que? Adoro Paris
  2. Por que? A história de Paris me emociona
  3. Por que? Minha bisavó era francesa
  4. Por que sua bisavó é importante ? Porque me lembra a minha infância quando ela contava histórias sobre as primaveras floridas de Paris.

Aqui você já deve ter começado a entender que o propósito está intimamente relacionado com uma emoção. Não é muito mais forte quando você pensa na sua meta assim?

Quero viajar pra Paris, durante a primavera e conhecer a cidade natal onde minha bisavó brincava em sua infância nos jardins floridos da cidade.  Apesar de um propósito emocionante e extremamente motivador, escrever essa frase traz a consciência de que a meta não está totalmente certa, afinal a primavera na Europa é de março a junho e a meta está definida pra novembro.

Conheça os 4 erros mais comuns na definição de metas

Metas Demais

É muito comum quando você começa a definir metas que você tenha muitas coisas na cabeça e que realmente elas possam ser relevantes. Mas a verdade é que quanto mais metas você tem, menos tempo você terá para executar cada uma delas. No final, provavelmente você deixará algumas de lado ou pior, você terá iniciado muitas metas mas não terá terminado nenhuma.

Metas “Instagram

Em outras palavras, definir metas que você acha que os outros vão gostar e não necessariamente vai ter valor ou relevância pra você. Quando isso acontece, inicialmente você pode até estar motivado em executar as metas, mas com o passar do tempo você vai perdendo essa motivação e vai acabar deixando de lado. Se você quer definir uma meta, faça isso por você.

Metas Grandes Demais

Esse erro é o maior sabotador das meta. Não é que tenhamos que definir metas simplistas ou pequenas demais, muito pelo contrário, é importante ter metas desafiadoras. Mas quando você pensa sobre uma meta grande demais, como por exemplo “emagrecer 20 kg” ou “correr uma maratona” , você acaba se desmotivando. Então, pra não correr o risco de deixar de fazer uma meta grandiosa, quebre ela em submetas menores e mais fáceis de se medir, de acompanhar e de atingir.

Metas Que Dependem de Outros

Outra coisa que acaba com as metas é definir metas dependentes de ação de outros ou do ecossistema, de algo que não está no seu domínio. Por exemplo: “Esse ano quero ser promovido a gerente regional“.  Você não consegue garantir que isso vai acontecer por mais que você se esforce. Neste caso o ideal é definir de forma clara e objetiva como meta as competências, habilidades e atitudes que você pode desenvolver para que, quando houver uma oportunidades, você esteja pronto.

Como nosso cérebro funciona para metas ?

É importante lembrar que nosso cérebro é uma máquina biocomputacional que tem como principal objetivo nos manter vivos e que no cerne dele existe uma programação que diz que quanto menor esforço eu fizer mais chance eu terei de sobreviver. Por isso que deixamos de fazer algo para poupar energia, ou seja, procrastinamos. Existem algumas maneiras de “enganar o nosso cérebro” e evitar a procrastinação. Por exemplo, quando você quebra as metas em metas menores, você esta mudando a dificuldade da tarefa, então nosso cérebro percebe que é algo mais simples e que não vai gastar tanta energia.

Realizar algo é recompensador e nosso cérebro adora recompensas, por que isso ajuda a criar hábitos e hábitos por sua vez ajudam a reduzir o esforço. Dessa forma nosso cérebro aprende que fazer aquela atividade deixa de ser um risco. Por isso é importante acompanharmos a meta, não apenas para ajustar quando necessário, mas também para celebrar o fim de cada tarefa. Quando celebramos, estamos mandando uma mensagem para o nosso cérebro, uma recompensa.

Então não se esqueça, para que você consiga atingir uma meta você deve acompanhar, ajustar e celebrar! E isto não precisa ser usado apenas para metas, mas para a maioria das tarefas que nos temos que fazer.

Para minhas metas, eu costumo acompanhar usando a ferramenta 5W2H.

Como usar a ferramenta 5W2H para definir e acompanhar sua meta

O 5W2H é uma ferramenta muito utilizada para definição de planos de ação, principalmente em empresas e nos processos de coaching. O nome 5W2H vem das iniciais em inglês das informações que são importantes para cada item de ação.

Os 5W são What (o que será feito?), Why (por que será feito?), Where (onde será feito?), When (quando será feito?), Who (por quem será feito?) e os 2H são How (como será feito?) e How much(quanto vai custar?)

DEFININDO 5W2H META SMART

Por exemplo:

exemplo definição meta smart 5w2h

Veja que as atividades são bem granularizadas de forma que você precisa apenas executar o que planejou. Essa ferramenta permite que você tenha clareza, gerencie melhor o seu tempo e acompanhe de maneira simples as suas ações e cronograma.

Se você quiser saber mais sobre 5W2H existem diversos artigos como esse da Endeavor : 5w2H . Em outro momento eu faço um artigo sobre esse assunto se vocês acharem interessante.

Baixe aqui o modelo do 5W2H no formato excel

Então é isso, agora é só fazer !!!

Se você gostou deixa aqui embaixo seu comentário, leia os outros artigos do blog. Dá uma olhada nesse que acho que você vai gostar:
3 passos para você acabar com a auto sabotagem e ter mais foco

3 passos para você acabar com a auto sabotagem e ter mais foco

Um abraço e até a próxima.

 

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments