Características Essenciais da Liderança – Liderar pelo Exemplo

Continuando a nossa série de 5 episódios sobre as Características Essenciais de Liderança, hoje falaremos sobre Liderar pelo Exemplo. Se você ainda não leu os artigos anteriores, aproveite e conheça um pouco mais sobre empatia e alteridade, respeito e diversidade, e inteligência emocional, características que são verdadeiros diferenciais para qualquer liderança.

Não adianta você ter o conhecimento e falar como um líder, mas não agir como tal.  Existe até um termo muito comum utilizado que é “walking the talk”, ou seja, agindo conforme o seu discurso.

Por isso liderar pelo exemplo é algo tão importante quanto todos os itens anteriores.

Imagine que você tem um líder que fala sobre motivação e propósito. Está sempre reforçando que em tempos de crise todos precisam se unir e que consegue aquele engajamento do time. Porém, na hora que estão todos lá ele simplesmente desaparece, fica inacessível e nem quer saber o que está acontecendo. Só aparece no dia seguinte para comemorar a vitória com o time.

Este tipo de comportamento gera desconfiança, desconexão, antipatia e põe fim a qualquer relação que este líder possa construir com a sua equipe.

A cultura de uma empresa é construída por todos, isso é um fato. Mas é principalmente inspirada por sua liderança, especialmente no topo da pirâmide organizacional.

Faça o que eu digo, mas faça o que eu faço

Então, quando falei sobre empatia e alteridade, se você deseja construir uma cultura organizacional que tenha como base uma liderança humanitária você tem que ter líderes que pratiquem esse tipo de cultura. Líderes que sejam empáticos, que saibam se colocar no lugar dos seus liderados, que tratam as pessoas como pessoas e não como funcionários e que não sejam daquele tipo, “isso vale para mim, mas não vale para ele”.

Quando falamos de respeito e diversidade, precisamos de líderes não tenham um discurso bonito, mas que pratiquem isso e que tomem suas decisões baseadas em mérito, habilidades e comprometimento. Não em sexo, cor, religiosidade ou sexualidade.

Liderar pelo exemplo é isso! Não se trata de “fazer o que eu digo, mas não faça o que eu faço”

Quando entramos na inteligência emocional aí sim, que você tem que ser exemplo. Não dá para ouvir “temos que ser calmos, colocar as coisas em ordem, trazer nossos clientes para o nosso lado” e durante uma reunião ver o líder gritando e xingando com o cliente, ultrapassando agressivamente o limite do respeito e perdendo claramente  seu controle emocional.

Mas isso pode não ser com cliente, pode ser com o próprio time, e pode até ser um reflexo de exemplos de cima para baixo.

É muito comum um líder refletir o comportamento de seu líder imediato ou de alguém que marcou a sua vida e que ele admira, mesmo que não seja o melhor comportamento.

Todo esse processo de ser consistente entre falar e agir traz credibilidade e autenticidade para o líder.

E quando liderar pelo exemplo é importante?

Todo o tempo. Imagine as seguintes situações:

Você está com um problema e precisa que o time te apoie.

Se o time tem confiança em você e você está dizendo que precisa resolver esse problema urgentemente eles vão te apoiar e vão ficar ali do teu lado. Se essa confiança não existe, especulações vão acontecer, do tipo “será que realmente é urgente”, “o cara está pedindo isso só para aparecer”, “quer tirar o dele da reta”.

Agora outro caso, mais comum ainda.

Uma pessoa do seu time vem pedir demissão porque recebeu uma proposta externa.

Se você tem confiança e credibilidade com o time, você pode virar para essa pessoa e montar um plano que seja bom para ela e para empresa, para reter o talento. A confiança fará com que essa pessoa saiba que o que você está prometendo não é apenas para segurá-la, mas, porque você realmente se importa.

Vamos para mais um caso?

A empresa começa uma reestruturação e as pessoas começam a ver movimentos de demissão e mudanças, o que as assustam.

Quando você chegar para conversar com elas e falar sobre o que vai acontecer, as pessoas vão acreditar e vão se sentir mais seguras.

Agora aja de forma diferente do que você fala e veja como isso afeta sua liderança.

Então, não posso sair da linha uma vez?

Claro que pode, somos seres humanos, e estamos sujeitos a falhar. Isso não é vergonha nenhuma. Mas entenda que isso pode comprometer sua credibilidade.

O que você pode fazer? Seja humilde e transparente.

“Pessoal, eu falei que o problema era urgente, mas descobri no meio do caminho que não era. Como já estávamos quase resolvendo, preferi fechar logo esse assunto. Vou sempre tentar entender mais a fundo antes de trazer esse ponto com essa urgência para vocês”.

Às vezes as prioridades mudam. Às vezes, o ruído do problema é maior do que o próprio problema.

No segundo caso, por exemplo.

“João, eu tinha um plano com você de dar um aumento agora, depois de 3 meses de desenvolvimento das suas habilidades, mas agora não conseguirei porque a empresa está passando por uma reestruturação. Entendo se você quiser buscar algo fora e peço desculpas pela situação. De qualquer forma continuarei buscando o melhor para você dentro do que podemos fazer agora e adoraria que você continuasse conosco”.

Seja sincero, e não se martirize se a pessoa sair. Tenho certeza de que ela sairá admirando o seu trabalho. Mais do que se você inventasse algo para segurar e ela saísse te achando um enrolador mau-caráter.

E quando for um caso como o da mudança organizacional, ou algo que não esteja totalmente definido ou dentro de um escopo de controle conhecido. Se comprometa apenas com o que você conhece.

“Olha pessoal, eu não sei tudo que está acontecendo, mas sei que essas mudanças são para aproximar mais as lideranças dos times e revisitar o papel de algumas pessoas aqui dentro. O que sei é que eles esperam um comprometimento com a entrega, mentalidade ágil e facilidade de se adaptar”.

Liderar pelo exemplo não tem nada a ver com mentir, ser alguém que você não é ou um personagem o tempo todo. Tem a ver com construir uma reputação que mesmo quando você não estiver mais na empresa continuará sendo referência.

Feedbacks

Se você é líder, faça uma reflexão sobre o que você vem fazendo e falando.

Se você é liderado, separe um tempo para dar feedback ao seu líder, seja ele bom, mostrando que ele é um exemplo a ser seguido ou de desenvolvimento, mostrando-lhe pontos que podem fazer uma diferença no seu perfil de liderança.

Nunca tenha medo de dar feedback ao seu líder, porque o teu feedback é o MELHOR feedback que ele pode receber.

E semana que vem fechamos a série com o artigo sobre adaptabilidade.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments