Foco: ingrediente poderoso pra quem quer ter sucesso

Foco

Você sabe o que é foco e por que ele é um ingrediente tão especial para alcançar o sucesso?

Recentemente eu fiz uma pesquisa no Instagram para saber o que mais as pessoas têm sentido necessidade de desenvolver e um dos temas que surgiu foi o foco.

Sei que nesse período de pandemia, principalmente para quem trabalha de casa, manter um foco é um grande desafio. Temos crianças em home school que precisam de apoio; animais de estimação que precisam de atenção; familiares morando junto e todas as atividades que uma casa precisa para se manter habitável.

Por isso decidi falar com um pouco mais de detalhe sobre esse assunto. Além deste, existe mais conteúdo sobre foco, que você pode acessar aqui neste blog.

Antes de te ajudar a manter o foco, primeiro preciso explicar o que EU entendo como foco.

O que é foco?

Foco para mim é um conjunto composto de cinco partes: Decisão, Planejamento, Disciplina, Execução e Perenidade.

Muitas vezes ouço as pessoas falando que estão super focadas. Isso é um erro muito comum. Estar concentrado é diferente de estar focado. O que não quer dizer que estar concentrado seja ruim, muito pelo contrário, é uma etapa dentro do caminho do foco.

Decisão

Quando eu penso em foco, eu penso em uma decisão, em algo mais a longo prazo do que simplesmente realizar uma atividade. Às vezes, para realizar uma atividade você só precisa de um impulso, de uma motivação momentânea. Mas para ter foco você precisa fazer com que isso seja contínuo.

Muitas pessoas tomam decisões que vão em direção ao seu objetivo, mas que servem apenas para dar uma sensação de “dever cumprido” sem nenhum resultado, quer ver alguns exemplos?

  • Quero emagrecer: A decisão foi entrar na academia e ir a uma nutricionista. Decisão tomada, mas só isso não é o suficiente. É preciso manter o foco, se exercitar e fazer a dieta proposta senão você apenas se convenceu de que está no caminho certo.
  • Quero estudar para concurso: A decisão foi se matricular em curso, mas não quer dizer que você vai dedicar seu tempo pra estudar.
  • Quero estudar sobre marketing e empreendedorismo: A decisão foi ler vários livros sobre o assunto, mas você não fez nada com o oque aprendeu, não colocou em prática.

Todos esses exemplos mostram ações que ocorreram por conta da tomada de decisão. Isto faz parte do caminho, mas não vai conseguir alcançar o seu objetivo se não manter o foco.

E como manter o foco?

Planejamento

Imagine que você decidiu entrar na academia. Planejou como será a sua rotina de exercícios (aeróbico, musculação), sua dieta (jejum intermitente, dieta do sangue, mediterrâneo ou cetogênica), enfim, você já tem tudo certo para começar a executar.

Este primeiro passo é fundamental. Um dos principais fatores que faz com que a gente procrastine é não ter clareza do que vai fazer. Por isso o Planejamento é uma das etapas mais importante do processo de manutenção do foco.

Mas tome cuidado! Planejamento demais, sem execução, é a mesma coisa que procrastinação.  O nome bonito que damos é perfeccionismo. Não se preocupe em ter perfeição no seu planejamento, eu te garanto que ele vai mudar de tempos em tempos porque o seu cenário está o tempo todo em constante mudança.

Aprenda que você tem que ter um planejamento. Mas também saiba ser flexível e adaptá-lo quando for necessário.

Disciplina

Disciplina é o mais fácil, só que não. Você planejou estudar 3 vezes por semana durante duas horas cada dia. No dia reservado para o estudo, algumas coisas acontecem: você está cansado; recebeu visita; o assunto é complexo e chato; e você decide que vai estudar apenas uma hora.

Por incrível que pareça, nesse exato momento, você está criando um dos maiores sabotadores de foco que existem. Você está dizendo pro seu cérebro que “tudo bem se você não fizer o que você planejou”; “tudo bem se você estudar apenas uma hora”; “Tudo bem se você apresentar uma desculpa que justifique não realizar o que você tinha que ter feito”.

É aquele dia chuvoso que você deixa de ir à academia. É aquele jantar que você foge da dieta porque é aniversário de alguém.

Mas eu não posso fugir do planejamento nunca? Pode e uma hora ou outra, isso vai acontecer. Nem tudo na nossa vida é previsível. Quer um bom exemplo? Este artigo era para ter sido publicado na segunda-feira passada, mas estou liberando hoje, sexta-feira.

A grande diferença é: como você interpreta o que aconteceu? Algo normal ou uma exceção? Se você começar a entender que é normal diminuir a quantidade de estudo porque você está sempre se dedicando, ou que é normal diminuir uma hora de academia por semana porque você já está conseguindo algum resultado, você vai tornar isso um hábito. Aos poucos, a energia e a motivação que você tem vão reduzindo e no final você vai acabar parando.

Mas nem nos aniversários vou poder fugir da dieta? Claro que pode, mas torne isso parte do seu planejamento, faça de forma clara e objetiva o que você se permite.

Execução e Perenidade

Para terminar, vamos juntar disciplina com a execução e perenidade. Em outras palavras, é fazer o que foi planejado, do jeito planejado e constantemente, sem deixar que as exceções se tornem normais.

Resumindo, para mim foco é:

“Decidir as mudanças que você quer fazer na sua vida para atingir os seus objetivos; planejar, de forma clara e concreta, o que você precisa executar para alcançar essas mudanças e realizar de forma contínua o que foi planejado sem deixar que exceções se tornem hábitos”.

Dicas para manter o Foco

Algumas dicas de como se manter focado:

Saiba dizer não

No período em que adoeceu, Steve Jobs, escreveu muitos textos que ajudaram as pessoas a entender por que ele obteve sucesso na vida dele. Em uma de suas citações ele disse “Foco é dizer não.”

Todo ano ele se reunia durante um final de semana para discutir sobre as oportunidades que a Apple teria no ano seguinte. Centenas de ideias surgiam desse brainstorm, muitas maravilhosas e outras que poderiam ser descartadas de cara.

No final, eles selecionavam apenas poucas dessas ideias. Por mais que outras pudessem ser promissoras, porque quanto mais ele tivesse objetivos, mais os recursos, tempo, dinheiro, pessoas, seriam divididos entre eles.

E essa é a primeira coisa que você vai ter que aprender. Dizer não a tudo aquilo que não vai te levar em direção ao seu objetivo. Sejam eles outras oportunidades ou apenas distratores.

Defina uma rotina

O segundo ponto é: defina uma rotina. O planejamento do seu objetivo é importante, mas ele precisa estar dentro da sua rotina diária, semanal ou mensal. Se você não tiver a clareza de como ele se enquadra você não vai saber ajustar se for necessário.

Nem sempre o que a gente gostaria de fazer se enquadra no nosso estilo de vida, no nosso tempo disponível, nos nossos recursos financeiros. Tudo isso deve ser considerado para se fazer o planejamento da rotina.

Visualize seu resultado

Visualize o seu resultado, de tempos em tempos. Existe uma técnica da PNL, que é muito utilizada por esportistas, que é a visualização ou fita (quem teve videocassete, vai entender).

A ideia consiste em você visualizar os seus resultados e o caminho que você trilhou. Toda vez que você visualiza os seus resultados, você se automotiva. Seu cérebro não consegue definir se um pensamento sobre o sucesso é diferente do próprio sucesso.

Por isso que, às vezes, quando pensamos muito sobre uma viagem, um evento, uma formatura ou qualquer evento que represente um momento importante pra você, a gente se sente empolgado, animado, motivado, ou seja, temos vontade de que isso aconteça.

Quando você pensa sobre como a sua vida será quando isso acontecer, você vai criar as mesmas sensações e vai se sentir bem.

Outra vantagem é que quando você pensa sobre o caminho que você vai passar, uma vez que você, entre aspas, sabe que vai alcançá-lo, você não coloca obstáculos e nem objeções. Você se sente efetivamente preparado para aquele momento.

O nadador Michael Phelps fazia isso antes de cada prova. Visualizava como seria a prova e na hora era apenas uma repetição do que ele já sabia que deveria fazer.

Respeite seus limites

Um outro ponto importante é respeitar os seus limites. Não tente ser produtivo o tempo todo, sem descanso, sem distrações. Muitas pessoas acham que eliminar as distrações é a melhor forma de manter o foco, eu discordo.

Eu acho que quando você tira toda distração, você cria uma distração. Você acaba pensando sobre o que você deixou de ter. Além disso, você sente que o que você está fazendo é tipo um castigo. Lembra da dieta? Imagina se você tiver que fazer todos os dias e não puder nunca mais comer um doce ou tomar um refrigerante. Quanto tempo você acha que vai resistir?

Imagine que nos finais de semana seus amigos estão saindo e você vai ficar todo final de semana em casa, estudando. Você acha que você não vai perder o foco pensando no que eles podem estar fazendo? E pior, se sentindo mal por não estar lá.

Então no meu ponto de vista, a gente tem que definir os horários de distração. Se eu quero olhar o Twitter, Facebook, Tik Tok, Instagram, ver uma série do Netflix ou comer um chocolate, eu vou definir quando isso vai acontecer. E aí voltamos na disciplina para seguir com o planejamento.

Se quiser, use uma técnica como pomodoro, para te dar pausas de respirar e distrair, mas cuidado para não ficar ansioso esperando pelas pausas e olhando o relógio o tempo todo.

Download de pensamentos

E por falar em ansiedade, uma das coisas que mais tira a gente do caminho do foco são coisas pendentes. Volta e meia vem algum pensamento de algo que ainda temos que fazer, uma coisa que precisamos comprar, uma tarefa que em algum momento vamos ter que retomar. Enfim, pensamentos alheios ao seu objetivo.

A melhor forma de lidar com eles é fazer um “download deles para o papel”. ou qualquer outro lugar que vocês queiram colocar.  Eu costumo usar um caderno ou um aplicativo de tarefas.

Sempre que eu lembro de algo que preciso fazer, antes daquilo ficar assombrando meus pensamentos, coloco ele ali. Porque sei que quando terminar, o que nesse momento é mais importante para mim, é só voltar lá e revisitar.  Aquela preocupação de que posso “esquecer” é resolvida e por isso vou ficar mais tranquilo para continuar o que estava fazendo.

Não seja multitarefa

Existem diversos estudos que mostram que toda a vez que a gente muda de tarefa para tarefa, perdemos tempo na retomada. A nossa velocidade de retomar atividades não é a mesma que de um computador. Por isso acabamos sendo menos efetivos no multitarefa do que no mono.

Toda vez que concluímos uma atividade, além da eficiência, temos aquela sensação de prazer, de motivação. É a dopamina agindo. Se você é multitarefa, demora mais a concluir as tarefas e consequentemente demora mais a se sentir bem e motivado.

Crie um ambiente favorável

E por último, mas não menos importante, esteja em um ambiente favorável. Não adianta você tentar manter o estudo em dia, se está dentro de um quarto onde tem diversos estímulos visuais e auditivos.

O som da rua, o videogame do seu filho, a mesa cheia de papéis, tudo isso vai fazer com que o seu cérebro, que não gosta de caos, ponha a atenção na resolução destes pontos.

Quem é que gosta de ir para festa infantil estando de dieta? Lá você estará em um ambiente desfavorável, onde só vai encontrar, salgados, pipoca, batata, doces, cachorro quente e refrigerantes.

A dica é, evite esses ambientes e torne o seu ambiente favorável. Se você vai estudar, encontre um ambiente confortável, silencioso e ergonômico. Se você vai fazer dieta, escolha bem o que vai ver quando abrir a geladeira.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments